Alerta:O seu browserB.N.I. - Browser Não Identificado não é o mais indicado para ver este site porque não suporta Javascript.Active o javascript ou actualize-o por favor!

Adicionar aos Favoritos
Página Inicial | Turismo
Na região demarcada do Vinho do Porto, Sabrosa conserva vestígios de uma ocupação no período Neolítico (antas e dolmens) e da Idade do Ferro alguns castros, de que destaca o Castro da Sancha, alterado no período da romanização.
Da Idade Média restam sepulturas paleo-cristãs, e nos arredores de Sabrosa, a aldeia de Provesende cuja fundação é anterior ao Reino de Portugal.

Foi aqui que nasceu Fernão de Magalhães, grande navegador português do séc. XV, o primeiro a efectuar a viagem de circum-navegação à volta do mundo.
Após a demarcação da região do Douro para a produção de vinho no séc. XVIII, a vila registou grande desenvolvimento, sendo dessa época grande parte das casas solarengas aqui existentes.

É um concelho ribeirinho do Douro, onde obviamente predomina a cultura da vinha. A orografia combinada com os vinhedos produz paisagens magníficas, como acontece - por exemplo - com a que se desfruta de junto da capela de Nossa Senhora da Azinheira ou no monte de São Domingos.
A região foi habitada desde tempos muito remotos. Os inúmeros vestígios arqueológicos que fazem dela uma janela aberta sobre o passado. Do Neolítico diversas antas de tipo mamoa. A Cultura Castreja está presente através diversos castros. O mais célebre e bem estudado fica nas imediações de Sabrosa.
Da época da Romanização, que nesta região chegou a ser intensa, ficariam também alguns restos de calçadas em vários pontos.
São de origem medieval a maioria das povoações, algumas anteriores mesmo à fundação da nacionalidade. Aparte algum foral, porém, pouco se sabe da sua história. Mas no séc. XV há já na região uma classe nobre privilegiada. Acredita-se que o navegador Fernão de Magalhães terá nascido em Sabrosa, no seio de uma dessas famílias.

Muitos solares ainda existem e constituem a parte mais importante do património arquitectónico do concelho. Provesende, por exemplo, é o que se pode dizer uma terra de solares. Existem também igrejas com interesse em Celeirós, São Lourenço de Ribapinhão, Vilarinho de São Romão e Sabrosa.

Um aspecto que não pode passar sem menção é a gastronomia suculenta: o cabrito assado com arroz de forno, o cozido à portuguesa, a bola de carne. De doçarias, o pão-de-ló, as cavacas altas e as cavaquinhas. Os esplêndidos vinhos de Sabrosa, que faz parte da Região Demarcada do Douro, encarregam-se de acompanhar a preceito estas especialidades: os vinhos de mesa para os pratos de substância, os finos para os doces.

O artesanato perdeu hoje talvez a notável vitalidade de outros tempos. Mas o amante da arte e do engenho popular encontra ainda produções artesanais capazes de o entusiasmar nas áreas da tanoaria, da cestaria, da marcenaria, das rendas, da latoaria e da tamancaria.

Fonte: Solares de Portugal

© 2017 Município de Sabrosa. Termos de Utilização powered by Glups
Edital Nº 2017-04-26 | 26-04-2017
Primeira Alteração ao Mapa de Pessoal 2017  [+]
Edital Nº 20170410-1 | 10-04-2017
Alteração da Constituição da Comissão Paritária  [+]
Edital Nº 20170404 | 04-04-2017
Lista Intercalar 2º Método de Seleção-Avaliação Psicológica-Vigilantes  [+]
Mais Avisos e Editais [+]
Souto Maior
Souto Maior fica a 5 km a Norte da Sede do Concelho, e abarca as povoações de Feitais e Souto Maior tendo a área total de 9,32 Km2. Fazia parte da... [+]
Conheça todas as freguesias [+]
Abril 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
            01
02 03 04 05 06 07 08
09 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            
Março 2017 | Maio 2017
26-04-2017 | Destaque Principal
SABROSA FESTEJOU ABRIL E A LIBERDADE [+]
24-04-2017 | OBRAS
MUNICÍPIO INVESTE NA SEGURANÇA RODOVIÁRIA ENTRE COVAS DO DOURO E PINHÃO  [+]
Mais Notícias [+]
Partida
Destino
Definir Percurso [+]
Mais fotografias [+]